quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Cria



Quando cria, apenas cria.

Hoje, dividido 
entre a vida 
  e a dúvida,
em nada mais creio.

E tudo em que antes cria,
agora em cio, eu mesmo crio.

.

3 comentários:

  1. Cria em mim sentimentos de ternura, sempre!

    Espero não mais abandonar minhas leituras bloguianas, que tanto fazem sorrir, refletir, viver o abstrato das sensações.

    Obrigada Rod!

    ResponderExcluir