quarta-feira, 23 de abril de 2008

distância *


Tomou do telefone para falar com a criança que fora. Ocupado ou não atendia, sabe-se lá. Escreveu uma carta. A resposta não chegou. O carteiro, quanto mais andava, mais distante. Ao longe, um aceno.

_______________

* livremente inspirado neste post, "atrás do olhar" do Blog Minimínimos.

4 comentários:

  1. uhau uhau, padrinho
    adorei
    e espero que tenha voltado para ficar
    bjs
    a.
    http://miniminimos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Rodolfo.

    Obrigado pela visita ao Minicontos Cotidianos e pela honra de inspirar-lhe nesse belo miniconto.

    ResponderExcluir